“The geopolitical context of the Atlantic has changed profoundly in recent times, for many reasons (…), the political situation but also economic and social of many countries bordering by our ocean that have gone through considerable (and often unexpected) developments with repercussions in the transatlantic relationship” was the moto of Ana Luís in the opening session of the I Transatlantic Parliamentary Forum that was held today, at the seat of the Azorean Parliament, an initiative of CALRE Presidency 2018 and that happened within the Plenary Assembly.
The main goal of the Forum was to debate on the current situation and future challenges of transatlantic cooperation, thus bring together assemblies from all sides of the Atlantic through organisations representing the subnational parliaments and the parliaments of the Atlantic islands as major promoters in maintaining the centrality of the Atlantic in the contemporary world.
Divided into three panels, the forum presented in Panel I – “Regions, Provinces and States and their transatlantic relations” with the contributions from Senator Toi Hutchinson, President of the National Conference of State Legislatures (NCSL), United States of America, Deputy Ciro Simoni, President of the União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (UNALE), Brazil Vice President Bruno Pigozzo, representative of the National Conference of the Presidents of Regional Legislatures, Italy, and Andreas Kiefer, Secretary General of the Congress of Local and Regional Authorities of the Council of Europe.
In Panel II – “Islands and their role in the Atlantic” the speakers were President Jorge Pedro Maurício dos Santos, President of the National Assembly of the Republic of Cape Verde, President Carolina Darias, President of the Parliament of the Canary Islands and President José Lino Tranquada Gomes, President of the Legislative Assembly of the Autonomous Region of Madeira. Finally, in Panel III “Contribution of the institutions for the transatlantic connection” there was the opportunity to listen to Rodrigo Oliveira, former member of the Azorean Government, lawyer and guest assistant lecturer at the University of the Azores, and Jorge Gabriel, Member of the Board of the Luso-American Development Foundation (FLAD)
For about three hours, the speakers of the forum talked about the work developed by their institutions at a cooperation level in the Atlantic and debate the best ways, methods and instruments to deepen the transatlantic relationship within the perspectives of the organisations that gather political subnational entities, of the central islands of Macaronesia point of view and of the institutions whose mission is to bring the two sides of this great ocean closer.

Horta, 22 November 2018


CALRE organiza o I Fórum Parlamentar Transatlântico

“O contexto geopolítico do Atlântico alterou-se profundamente nos tempos mais recentes, pelas mais diversas razões(…), a situação política e também económica e social de muitos países banhados por este nosso oceano sofreu consideráveis (e, muitas vezes, inesperados) desenvolvimentos, com uma clara repercussão no relacionamento transatlântico”, foi o mote lançado por Ana Luís na sessão de abertura do I Fórum Parlamentar Transatlântico que decorreu hoje na sede do Parlamento Açoriano, numa iniciativa da Presidência da CALRE 2018 e que se realizou, oportunamente, no âmbito da Assembleia Plenária.
O Fórum teve como objetivo debater a situação atual e os desafios futuros da cooperação transatlântica, reunindo, para isso, participantes e organizações de várias regiões, países e comunidades situadas no Atlântico Norte, representativos dos Parlamentos subnacionais e dos Parlamentos das ilhas do atlântico e promotores, por excelência, da manutenção da centralidade do Atlântico no mundo contemporâneo.
Dividido em três painéis, o Fórum apresentou no Painel I – “Regiões, Províncias e Estados e as relações transatlânticas” os contributos da Senadora Toi Hutchinson, Presidente da Conferência Nacional de Legislaturas Estaduais (NCSL) dos EUA, do Deputado Ciro Simoni, Presidente da União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (UNALE) do Brasil, do Vice-Presidente Bruno Pigozzo, representante da Conferência dos Presidentes das Assembleias Legislativas das Regiões e das Províncias Autónomas de Itália, e de Andreas Kiefer, Secretário-Geral do Congresso dos Poderes Locais e Regionais do Conselho da Europa.
No Painel II – “As ilhas e o seu papel no Atlântico” foram oradores o Presidente Jorge dos Santos, Presidente da Assembleia Nacional da República de Cabo Verde, a Presidente Carolina Darias, Presidente do Parlamento das Canárias e o Presidente José Lino Tranquada Gomes, Presidente da Assembleia Legislativa da Região Autónoma da Madeira. Por fim, no Painel III “O contributo das instituições para a ligação transatlântica”, houve oportunidade de ouvir Jorge Gabriel, Administrador da Fundação Luso Americana para o Desenvolvimento (FLAD), e, ainda, Rodrigo Oliveira, antigo membro do Governo da Região Autónoma dos Açores, advogado e e Docente Convidado na Universidade dos Açores.
Durante cerca de três horas, os oradores deram a conhecer o trabalho desenvolvido pelas suas instituições ao nível da cooperação no Atlântico e debateram as melhores vias, métodos e instrumentos para aprofundar o relacionamento transatlântico, na perspetiva das organizações que agregam entidades políticas subnacionais, das ilhas centrais da macaronésia e das instituições que têm por vocação promover a aproximação entre as duas margens do Atlântico.

Horta, 22 de novembro de 2018