The President of the Conference of European Regional Legislative Assemblies (CALRE), Ana Luís, met yesterday afternoon with the President of the Congress of Local and Regional Authorities of the Council of Europe, Gudrun Mosler-Törnström.

Besides having expressed the importance of continuing with the agreement of cooperation between the two bodies, where CALRE is a privileged partner as it represents regions with parliaments elected directly by the people in the pursuit of common interests, such as the strengthening of the quality of regional democracy and the involvement of the citizens in decision-making, Ana Luís expressed CALRE’s deep concern regarding the future of Cohesion Policy for the post 2020, since it is very important for the harmonious development of the regions.

In this sense, Ana Luís stated that CALRE rejects the devaluation of Cohesion Policy, as well as the decrease of its relative weight on the total Union budget, which was already defended by the “Joint Statement on the future of Cohesion Policy”, a document unanimously approved at CALRE’s Standing Committee meeting and sent to the European institutions.

Photos Link

Horta, 29 March 2018


Ana Luís reúne com a Presidente do Congresso dos Poderes Locais e Regionais do Conselho da Europa

Ana Luís, Presidente da Conferência das Assembleias Legislativas Regionais da União Europeia (CALRE), reuniu na tarde de ontem, em Estrasburgo, com a Presidente do Congresso dos Poderes Locais e Regionais do Conselho da Europa, Gudrun Mosler-Törnström.

Para além de ter manifestado a importância da continuidade do acordo de cooperação existente entre estes organismos, onde a CALRE é um parceiro privilegiado, uma vez que representa regiões com parlamentos diretamente eleitos pelos cidadãos, na prossecução de interesses comuns, como o fortalecimento da qualidade da democracia regional e o envolvimento dos cidadãos na tomada de decisão, Ana Luís expressou a profunda preocupação da CALRE relativamente ao futuro da Política de Coesão para o após 2020, pela importância da mesma no desenvolvimento harmonioso das regiões.

Neste sentido, Ana Luís afirmou que a CALRE rejeita a desvalorização da Política de Coesão, bem como opõe-se à diminuição do seu peso relativo no total do orçamento da União, o que já foi defendido na “Declaração conjunta sobre o futuro da Política de Coesão”, um documento aprovado por unanimidade, na reunião da Comissão Permanente da CALRE, e remetido às Instituições europeias.

Link Fotos 

Horta, 29 de março de 2018